23
jul/17

O ciúme pode acabar com bons relacionamentos

Que ciúmes em excesso é ruim todo mundo sabe, mas o que muitos não tem conhecimento é que além da insegurança e o medo da perda, o medo da intimidade também pode ser uma de suas causas, que podem até distanciar o parceiro. Sendo assim, cada um tem uma forma diferente de sentir e de expressar o ciúme. Compreender quais são essas formas, podem ajudar os casais a se relacionarem melhor.

Você sabia que o ciúme de mulher é diferente do ciúme do homem?

O ciúme na mulher apresenta-se como o medo de ser abandonada ou trocada por outra mulher. A mulher tende a expressar seus sentimentos de forma mais clara e aberta e quando se sente em segundo lugar, isolada, insegura e com sentimentos de baixa auto-estima, a intensidade de seu ciúmes aumenta, porque seu maior desejo é se amada e se sentir única.

Já o homem é diferente. Ele manifesta seu ciúme pelo medo de perder o poder, o domínio. Quando se sente em segundo lugar, sente-se humilhado e fracassado ao manter a pose. Ele receia que o vejam como alguém inferior e desacreditado, acionando atitudes de aspereza com a parceira quando este se depara com o ciúme.

Entre vários estudos sobre ciúme, alguns deles levam a vestígios de parceiros ciumentos que escondem o desejo inconsciente de trair. Procuram indícios de infidelidade no outro, ruminando fantasias que ele mesmo constrói como possibilidade de traição. Um ciumento que está lendo isso agora, certamente poderia não concordar com essa afirmação, pois dificilmente assumiria que essa informação pode ser verdadeira. Com isso, transformam a vida de seu parceiro em uma constante instabilidade e insatisfação, levando-o a buscar alguém que lhe proporcione mais satisfação amorosa.

O ciúme é visto como algo prejudicial, porque vai invadindo o pensamento e a mente do indivíduo, que se der corda para o ciúme, esse sentimento vai penetrando no relacionamento íntimo do casal e é aí que se constrói verdadeiros chifres em cabeça de cavalo.

A mudança só ocorre quando o casal clarifica normas para a relação, estabelecendo o que é bom e o que não é bom para o relacionamento, desde que ambos não se sintam agredidos em seus sentimentos. Depois de feito isso, o casal precisa tomar consciência de quanto isso desgasta e consome a relação, fazendo com o que eles percam bons momentos que poderiam estar vivendo, se prendendo a fatos e a amarguras que só contaminarão ainda mais a relação.

Mesmo o ciúme sendo algo que provoque tanto sofrimento para quem sente, não é justo o casal deixar se levar por estresses assim, pois é eles que tem que controlar o ciúme e não o ciúme controlar a relação, mas isso só acontecerá se o próprio casal por um ponto final nesse vírus que pode estragar as mais belas histórias de amor.

VOLTAR

Karine Rizzardi
CRP 08/09524
A autora é psicóloga especialista de Casais e Família

De acordo com a lei 9610 de 19/02/1998, este conteúdo está protegido. É autorizada a sua reprodução, desde que seja feita de maneira integral e citando a autoria/link original.
Rua Vicente Machado, 1587 (Anexo ao Centro Dermatológico de Cascavel)