16
dez/18

Saiba a hora certa de falar

 

Você certamente já se deparou em uma situação onde precisava aconselhar alguém – as vezes é o marido, a esposa, os filhos, um(a) amigo(a) ou até uma pessoa que não tem muito contato, mas quando surge uma conversa informal, algum assunto aparece e você manifesta suas opiniões.

Qual será a melhor hora de falar e como devo me posicionar? Existe um protocolo a seguir em dadas circunstâncias? Incrivelmente a resposta é sim. Há muitas pessoas que já se deram mal tentando ajudar outras e a culpa voltou todinha para elas. Lembro-me de uma situação onde uma moça viu o namorado de sua amiga traindo-a em uma festa e correu contar para ela. Nos dias seguintes o casal discutiu arduamente, mas continuaram juntos na relação e o rapaz proibiu a namorada de continuar tendo um relacionamento com aquela amiga. Por fim, uma pessoa que só queria ajudar é que “pagou o pato” pelo erro do outro.

Salomão, em sua admirável sabedoria, nos dá um norte muito claro do que fazer na hora de dar sua opinião sobre os fatos. Ele diz:

Salomão, em sua admirável sabedoria, nos dá um norte muito claro do que fazer na hora de dar sua opinião sobre os fatos. Ele diz:

“Aquele que repreende as pessoas que não querem ser ajudadas, passará por culpado e ficará magoado.” (Exatamente o que ocorreu no exemplo acima).

“Se você censura aquela pessoa que vive debochando dos outros, seu próprio nome acabará sendo mal falado”.

Resumindo a conversa: Fique com sua boca fechada na hora de dar palpite para as pessoas que não querem ouvir, mesmo que você tem boa motivação. Muitos dão sugestões de como se deve fazer com os filhos, a forma que devem agir com os familiares, mas cada um tem um jeito diferente de agir e sua boa vontade pode ser confundida com superioridade, como se estivesse dizendo: “Faça isso que eu fiz que deu certo para mim e esse é o único jeito que funciona”.

Salomão diz mais: “Não repreendas quem critica demais as pessoas para que não te aborreças. Com pessoas assim apenas suporte-as.”

Ele também é claro que há um tipo de pessoa que conselhos são bem vindos e que você será honrosamente agradecido:

“Repreenda o sábio, que este te amará ainda mais. Quando um sábio é repreendido, este se torna ainda mais sábio. Diferente do tolo que usa seus conselhos contra você.”

Olha que advertência maravilhosa! Leia-se sábio, aquele que busca ser melhor a cada dia e que muitas vezes pede o que deve fazer para você. Ao contrário do tolo que dá um sorriso na sua frente e por trás abusa de comentários dolosos.

Lembre-se disso: Em uma discussão ou no ato de aconselhar os filhos, esposos(as) ou amigos(as), faça-os somente se você sentir que a pessoa está aberta para receber. Caso contrário, execute somente o que Salomão diz quando afirma que “Até o orgulhoso passa por sábio, quando fica de boca fechada”. Você pode evitar de se envolver em uma série de problemas se assim o fizer.

Se for sábio, certamente acatará estas palavras.

Se assim não o for, perdoe-me meus comentários.

VOLTAR

Karine Rizzardi
CRP 08/09524
A autora é psicóloga especialista de Casais e Família

De acordo com a lei 9610 de 19/02/1998, este conteúdo está protegido. É autorizada a sua reprodução, desde que seja feita de maneira integral e citando a autoria/link original.
Rua Vicente Machado, 1587 (Anexo ao Centro Dermatológico de Cascavel)